Projeto Tocantins

Duas rodas, muitos olhos

Semana passada teve festa de aniversário de Palm Springs. A festa durou de quarta a terça e só nas duas ou três primeiras noites já tinham sido roubadas 35 bicicletas.

Uma delas foi da moça que vendia cachorro-quente na festa. Mas ela estava um pouco tranquila:

– A minha bicicleta só tinha ela e mais outra na cidade. Agora estou sempre de olho, a qualquer momento a minha pode aparecer!, disse, esperançosa.

Aí, nesse fim de semana fui viajar e autorizei um amigo meu ir lá em casa e levar minha bicicleta pra dar umas voltas.

Logo nos primeiros metros ele notou que ela precisava de uma revisão – “as teias de aranha tinham tomado conta”, disse ele.

Lá foi ele na monarciclo, a principal oficina de bicicletas de Palm Springs:

– Queria dar uma olhada nessa biclicleta – disse meu amigo.

– Ah, essa bike é da moça do uninho vermelho. Ela montou aqui comigo mas parece que não anda muito nela, não!

Viu só? Vou falar pra moça do cachorro-quente que Palm Springs tem segurança total contra roubo de bicis.

Projeto Tocantins

Palm Springs – cidade do futuro

Eu já disse que Palm Springs é uma cidade à frente do seu tempo? Se não disse, então pensei. E a cada dia encontro mais provas.

Em setembro do ano passado, o G1 deu essa notícia:

Autoridades da cidade alemã de Bohmte chegaram a uma ousada conclusão sobre a melhor maneira de controlar o trânsito e aumentar a segurança nas ruas: a partir desta quarta-feira (12) todas as formas de controle de tráfego desaparecerão do centro da cidade. Semáforos e placas vão virar peça de museu.

Olha, Palm Springs nem é da União Européia e já adotou essa prática faz muito tempo!

Esse método foi aplicado pela primeira vez na Holanda, de onde, aliás, os palmspringsters copiaram outro hábito saudável de trânsito:

dsc09818.jpg

Qualquer semelhança não deve ser mera coincidência…

bike_parking3.jpg