Tô não tô

O parque é a praia!

A primeira vez que eu vim a São Paulo a passeio, em 2000, dei uma passada muito rápida pelo Parque Ibirapuera e foi o suficiente pra me apaixonar. Era um dia de sol e tinha lá gente fazendo de tudo – caminhando, andando de bicicleta, tomando sol, jogando… Na hora me imaginei morando aqui e aproveitando os dias de sol com os amigos no parque!

E ontem foi um dia desses. Fui ver a abertura do Bourbon Street Fest, mas não sabia em que local do Parque Ibirapuera ia ser. Pensei “vou chegar lá seguir o fluxo”. Bom, funcionou nos primeiros 200 metros, depois que atravessei a passarela do Detran e entrei no portão 3. Mas aí, me dei mal. Nem todo mundo tava indo para o festival, e o fluxo se dissolveu logo ao entrar no parque! Cada um foi pra um lado: gramados mils, parquinhos, pistas de caminhada, quadras…

Resultado: caminhei uns bons 20 minutos abraçada nas minhas cervejas geladas e com um sapatonovo me enchendo de calos, até descobrir onde ficava o tal show. Me disseram que era na Praça da Paz, mas no fim foi no Museu Afro. Uma bela volta!

Enfim, resolvido isso, foi só encontrar os amigos, sentar no gramado e ficar ouvindo música boa até o dia escurecer. Muito bom! O engraçado foi as pessoas querendo comprar nossa cerveja, porque lá não pode vender, e acho que fomos os únicos precavidos!

IMG068
Minha mão tampando o sol e, ao fundo, o palco do festival
Anúncios
Tô não tô

Domingo-feira

Finalmente hoje fez 29 graus aqui em São Paulo e não choveu! O solzinho que entrava pela janela me obrigou a fazer alguma coisa na rua e então decidi dar uma volta na Paulista. Inicialmente a ideia era ir conhecer melhor a livraria Cultura, de que tanto já ouvi falar.

Saltei no metrô Consolação e entrei na livraria. Mas aí, chegando lá tava um baita frio de ar condicionado. Eu que estava tão feliz de finalmente sair na rua de camiseta, me recusei a ficar lá dentro.

Decidi caminhar sem destino pela Avenida Paulista, que estava lotada de gente com provavelmente o mesmo pensamento que eu: aproveitar o SOL!

E então, ao longo da Paulista descobri que domingo é dia de feira por lá!

Artesanato, roupas, antiguidades, decoração… Muita, muita muita coisa pra olhar! Pareciam a feirinha da Lagoa, que tem lá perto de casa em Floripa. Adorei e tirei várias fotos: