Tô não tô

Suite na caneca!

Suite é o termo jornalístico para quando uma notícia tem uma sequência e seu desdobramento é também noticiado. E é isso que resolvi fazer aqui no blog. A notícia em si são os Bolos de Caneca do meu último post, e a suite agora são as receitas colocadas em prática. Tudo inspirado pelo comentário do Wagner.

Escolhemos duas receitas: pão de queijo na caneca e bolo de cenoura. O Wagner trouxe a caneca dele, eu tinha uma aqui em casa que tinha sido comprada com esse fim e nunca utilizada pra isso. Fomos ao mercadinho comprar alguns ingredientes e partimos pra ação.

Quer dizer… depois de perceber que ambas receitas pediam para bater no liquidificador. Passado o pânico inicial por não ter liquidificador em casa (eu sei, me reprimam), resolvemos a questã pedindo emprestado à vizinha da frente.

Ok, depois foi só seguir direitinho o passo a passo de cada receita. Sem segredos nem outros dramas.

Primeiro, o pão de queijo. Misturamos tudo sem segredo no liqui e colocamos na caneca. Anote o que estou dizendo: a textura tem que ser assim:

consistente

Depois, 3 longos minutos no microondas:

ansiedade, expectativa, momentos de tensão

E então, voilà! É assim que ele fica (dá pra tirar inteiro da caneca com um garfo)

desencanecado

Ficou muito bom. Mas tão bom que decidimos que o melhor a se fazer era fazer a receita de novo. Mas EIS QUE a mistura ficou misteriosamente muito líquida e o resultado não saiu exatamente como o esperado:

querem mesmo ver?

.

.

tem certeza?

.

.

tirem as crianças da sala!

.

.

lembra o que eu falei sobre textura da massa?

Depois do trauma, resolvemos comer nossos chicletinhos de pão de queijo mesmo assim. Não posso dizer que a experiência foi assim igual à primeira, né… mas o gosto não era dos piores.

Enfim, depois de recuperados chegou a hora da sobremesa. Bolo de Cenoura de Caneca.
Alguns detalhes fizemos diferente da receita. Primeiro porque nos ingredientes não se fala em fermento, mas no passo a passo diz pra colocar, então colocamos 1 colher rasa. Depois, não usamos um processador, ralamos a cenoura no ralo grosso e batemos no liquidificador com o óleo e o ovo. E por fim, optamos por deixar 3 minutos no microondas, em vez de 2.

E o resultado. Tchan tchan tchan:

tim-tim!

Mais uma receita para o Grande Livro de Receitas Testadas e Aprovadas pela Deni.

Anúncios
Tô não tô

Na caneca!

Recebi por e-mail e fiquei com muita, muita, muita vontade de experimentar. Tem pra todos os gostos!

BOLO SIMPLES DE CANECA
– 1 ovo pequeno
– 4 colheres (sopa) de leite
– 3 colheres (sopa) de óleo
– 2 colheres (sopa) rasas de chocolate em pó
– 4 colheres (sopa) rasas de açúcar
– 4 colheres (sopa) rasas de farinha de trigo
– 1 colher (café) rasa de fermento em pó
Modo de Preparo:
– Coloque o ovo na caneca e bata bem com um garfo.
– Acrescente o óleo, o açúcar, o leite, o
chocolate e bata mais.
– Acrescente a farinha e o fermento e mexa delicadamente até incorpar.
– Leve por 3 minutos no microondas na potência máxima.
Dicas:
– A caneca deve ter capacidade de 300ml.
– A medida de colher é sempre rasa.
– Você pode servir este bolo com coberturas, caldas, castanhas e sorvete. E pode comer quente.

BOLO DE CHOCOLATE NA CANECA

(Rende 2 porções)

2 canecas com capacidade de 150 ml
1 gema
6 colheres (sopa) de leite condensado
1 colher (sopa) de manteiga
1 colher (sopa) de leite
2 colheres (sopa) de chocolate em pó
5 colheres (sopa) de farinha de trigo peneirada
1 colher (café) de fermento químico
1 clara batida em neve
Cobertura:
Leite condensado misturado com chocolate em pó a gosto
Em uma tigela ponha a gema, o leite condensado, a manteiga, o leite e o chocolate em pó. Bata com batedor de arame vigorosamente por três minutos. Acrescente a farinha de trigo e o fermento, e misture bem. Junte a clara em neve e incorpore à mistura, mexendo com delicadeza.
Distribua nas canecas e asse por 25 minutos, a 180 graus em forno preaquecido. Se preferir, asse-o em forno microondas. Nesse caso, apenas 3 minutos em potência máxima bastam. Retire do forno e, enquanto ainda estiver quente, faça alguns furos com um palito e despeje o leite condensado misturado com o chocolate. Decore como quiser.

BOLO DE LARANJA NA CANECA

(Rende 1 porção)

1 ovo
3 colheres (sopa) de óleo
4 colheres (sopa) rasas de açúcar
4 colheres (sopa) de suco de laranja
5 colheres (sopa) rasas de farinha de trigo
1 colher (café) de fermento químico
Cobertura:
2 colheres (sopa) açúcar de confeiteiro
3 colheres (chá) de suco de laranja
Coloque o ovo na caneca e bata com o garfo. Adicione o óleo, o açúcar e o suco de laranja e misture. Agregue a farinha, o fermento e misture até uniformizar. Leve por três minutos ao microondas em potência máxima.
Cobertura:
Junte tudo e cubra o bolo.
Dica: Vale trocar o suco de laranja pelo de limão. Mas, para essa substituição, em vez de 4 colheres (sopa) do sumo da laranja, use 2 colheres (sopa) do limão, pois o sabor é mais acentuado.

BOLO DE LEITE DE COCO NA CANECA

(Rende 1 porção)

1 ovo
2 colheres (sopa) de leite de coco
2 colheres (sopa) de leite
3 colheres (sopa) de óleo
4 colheres (sopa) rasas de açúcar
5 colheres (sopa) rasas de farinha de trigo
1 colher (sopa) rasa de coco ralado
1 colher (café) de fermento químico
Cobertura:
2 colheres (sopa) de açúcar de confeiteiro
3 colheres (chá) de leite de coco
Coco ralado
Despeje o ovo inteiro na caneca e bata. Em seguida, junte o óleo, o açúcar, o leite de coco e misture bem. Acrescente a farinha, o fermento e mexa até a massa ficar uniforme. Leve por três minutos ao microondas na potência máxima. Cubra o bolo e polvilhe coco ralado.
Dica: Depois de preparar a massa, passe manteiga e polvilhe farinha em outra caneca e despeje a massa. Assim, o doce não gruda e não quebra ao desenformar.

BOLO DE FUBÁ COM GOIABADA NA CANECA

(Rende 1 porção)

1 ovo
3 colheres (sopa) de óleo
4 colheres (sopa) rasas de açúcar
4 colheres (sopa) de leite
2 colheres (sopa) rasas de fubá
4 colheres (sopa) rasas de farinha de trigo
1 colher (café) de fermento em pó
Cobertura:
2 colheres (sopa) de goiabada
1 colher (sopa) de água
Derrame o ovo na caneca e bata com o garfo. Acrescente o óleo, o açúcar, o leite e o fubá e misture. Coloque a farinha de trigo e o fermento e mexa até dar o ponto. Leve por três minutos no microondas em potência máxima.
Cobertura:
Pique a goiabada, junte a água e ponha no microondas por um minuto. Espalhe sobre o bolo.
Dica: Em vez de goiabada, cubra o doce com geléias de sabores diferentes.

BOLO DE CENOURA DE CANECA


ingredientes
1 cenoura pequena
1 ovo
3 colheres de sopa de oleo de milho
1 pitada de sal
3 colheres de açucar.
4 colheres de sopa rasa de trigo..
cobertura
1 colher de nescau
1/2 colher de manteiga
1 colher de açucar
1 colher de leite
modo de preparo
Raspe a cenoura e corte em pedaços pequenos, coloque no processador, junto com o oleo e o ovo.. bate até a cenoura ficar bem triturada..
Coloque na caneca, o trigo, o açucar e o fermento , junte a cenoura batida e misture bem.. Meu microondas é antigo.. acho que mais forte.. 2 minutos foi o tempo exato..
Cobertura
Misture tudo numa xicara de chá e leve ao microondas por 40 seg. retire ..bata bem deixe esfriar e cobra o bolo..

CANECA DE PÃO DE QUEIJO
:


1 ovo pequeno
4 colheres (sopa) de leite
3 colheres (sopa) de oléo
1 pitada de sal
4 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
4 colheres (sopa) de polvilho azedo
1 colher (café) de fermento em pó
margarina para untar
Modo de preparo:
Bata todos os ingredientes no liquidificador, e unte a caneca com margarina, coloque esta mistura até a metade da altura da caneca e leve no microondas por 3 minutos em potência media retire e polvilhe o queijo parmesão para decorar.
Rendimento: 2 canecas

BOLO SALGADO DE CANECA


1 ovo pequeno
4 colheres (sopa) de leite
3 colheres (sopa) óleo
4 colheres (sopa) de farinha de trigo
1 colher (café) de fermento em pó
1 pitada de sal
1 fatia de queijo mussarela
1 fatia de peito de peru
1/2 tomate picado sem semente
orégano e queijo parmesão para decorar
Modo de preparo:
Misture todos os ingredientes menos a decoração numa caneca de 300 ml, misture bem e leve no microondas em potência alta por 3 minutos e decore com orégano e queijo parmesão e folhas de salsinha.
Rendimento: 1 caneca

CANECA DE PUDIM DE LEITE CONDENSADO


1 lata de leite condensado
1 e 1/2 lata de leite
3 ovos
gotas de baunilha para perfumar
Calda:
6 colheres (de sopa) de açúcar
6 colheres(de sopa) de água
Modo de preparo:
Em um recipiente misture os ingredientes do pudim (pode ser manual ou no liquidificador) misture bem os ingredientes e reserve.
Para calda coloque o açúcar e água, leve ao microondas por 3 minutos em potência alta, coloque a calda na caneca e coloque a mistura na metade da caneca, faça isso em 4 canecas, leve uma de cada vez ao microondas por 3 minutos em potência alta.
Decore com um pouco de calda.
Rendimento: 4 canecas

Tô não tô

Grande livro de receitas…

Tava eu aqui pensando o que fazer pra jantar, pra tentar fugir do básico sanduiche/ovo/misto quente que a gente vinha comendo nas últimas noites. Olhei pro Grande Livro de Receitas de Cláudia, que ganhei de um grandissíssimo amigo secreto, e pensei: a Cláudia não vai me decepcionar.

Passei pelos assados, porque não temos forno, e cruzei pelas entradinhas, até que parei na seção de aperitivos e encontrei, lá na página 870:

Abobrinhas com recheio de atum

2 abobrinhas grandes
Sal a gosto
2 colheres (sopa) de azeite
1/4 de xíc. de cebola ralada
1/2 xíc. de cenoura ralada
1 1/2 xícara de atum em conserva escorrido
Pimenta do Reino a gosto
2 colheres (sopa) de cebolinha verde picada
1 pimenta dedo-de-moça para decorar

Corte as abobrinhas em codelas com 3cm de espessura e, com uma colher pequena, retire a polpa, deixando 0,5 cm de borda. Reserve o miolo e a abobrinha separadamente. Tempere os pedaços de abobrinha com sal e cozinhe no vapor por 15 minutos ou até ficarem lideiramente macios.
Numa panela, aqueça o azeite em fogo médio e refogue a cebola por 3 minutos ou até ficar macia. Junte a cenoura e a polpa de abobrinha e refogue por mais três minutos. Junte o atum escorrido e cozinhe, amassando com uma colher. Tempere com sal e pimenta. Ponha a cebolinha e misture.
Recheie a abobrinha om o refogado e decore com a pimenta. Rende 4 porções.

Obs: mais uma receita de sucesso entra para o LRTAD (o famoso Livro de Receitas Testadas e Aprovadas pela Deni)

Tô não tô

Um sucesso na culinária

Tenho que registrar aqui a minha conquista do dia: consegui fazer carne sozinha, e fazer ela ficar gostosa e macia!

Foi a primeira vez que consegui isso. Em todas as minhas tentativas anteriores, ficava dura ou chiclé. Carne, pra mim, só carne moída, que é garantia de sucesso!

Ainda não sei se a carne ficou macia porque eram uns bifes de maminha, ou talvez porque eu cortei em tirinhas, quem sabe porque eu só coloquei sal na hora de misturar com a cebola, ou se foi a técnica que eu aprendi ontem no filme Julie e Julia, de secar a carne com papel toalha antes de cozinhar (tá, ela fazia isso quando ia cozinhar carnes em pedaços grandes, mas na dúvida resolvi experimentar com a carne em tirinhas). Só sei que ficou um espetátulo!!

Vamos às provas:

Ps. 1: depois de cozinhar a carne, separei num pote e refoguei cebola e cenoura na panela suja de carne. Fica bom!

Ps. 2: Segundo namorado expert em lorotas culinárias, a carne em tirinhas tem mais chance de ficar macia porque quebra as fibras (urrum.)

Ps. 3: também descobri uma receita ótima de creme de milho, com leite sem lactose e sem creme de leite. Se quiserem, depois posto aqui.

Ps. 4: mais uma receita de sucesso entra para o LRTAD (o famoso livro de receitas testadas e aprovadas pela Deni)

Tô não tô

Almoço de domingo

Acordei naquela preguiça e queria porque queria almoçar fora. Mas a Elis mandou muito bem e sabendo que a grana tá curta, ela me convenceu a olhar com mais carinho pro que eu tinhana geladeira.  E por que não fazer um almoço, não é mesmo minha gente?

Que me conhece sabe que cozinhar nunca foi assim um dos meus principais dotes…

Pois então, resolvi fazer um almoço pra mim. Fui até a cozinha, separei o que tinha de bom: frango congelado, arroz, feijão congelado… Na trilha sonora, o dvd Carioca ao vivo, do Chico.

Hummmm
Faça um bom refogado, que é pra engrossar. Aproveite a gordura da frigideira...

O que eu ia fazer? Nem idéia. Mas pra começar já fui picando a cebola. Mas quando fui na geladeira procurar a cebola, descobri duas batatinhas quase estragando lá. Decidi fazer alguma coisa com elas, mas ainda não sabia o quê. Deixei ali na mesa, em momento oportuno iria aparecer um uso pra ela!

A propósito, a Sadia me proporcionou um dos grandes achados culinários de ultimamente. Já viram um pacote da Sadia que tem pedaços de peito ou sobrecoxa, com um abre-fecha de ziplock (tipo esse aqui)? Pra mim é ótimo, como normalmente eu cozinho só pra mim, é só pegar 1 ou 2 peças no congelador e deixar o resto lá. Super prático!

Então peguei uma sobrecoxa, passei alho moido nela e deixei no sol pra descongelar (pq aqui não tem microondas nem nada…). Deixei lá também um potinho de feijão descongelando. Que aliás foi carinhosamente preparado pelo namorado do meu coração (L)!!

Enquanto isso, preparei arroz. Aliás, outro achado recente: produtos Mãe Terra. Eles têm uma linha de coisas organicas e integrais muito gostosas. Até miojo integral e organico eles têm, e foi aprovadíssimo! Enfim, dessa vez usei o restinho que tinha de um arroz todo integral com vários grãos.

Quando finalmente a sobrecoxa descongelou, ainda sem saber muito bem como prepara-la, resolvi descascar as batatas e pica-las em tirinhas. Tinha deixado um pouco da cebola, e resolvi fritar as duas com um pouquinho de azeite. Nisso achei um pote de ervas de provence e achei que ia ficar legal jogar uma pitada na batata que fritava com a cebola.

Bom, aí resolvi colocar a sobrecoxa ali mesmo, junto com a batata e a cebola que fritavam. E tampei a frigideira, e deixei no fogo baixo. E fosse o que deus quisesse! Ah, acho que nessa hora salguei tudo também. Deixei no fogo baixo até que o frango já estava com cara de cozido. Mas na dúvida, depois de desligar o fogo, deixei mais um pouquinho tampado, pra sei lá, pegar gosto…

E voilà:

Só no improviso: arroz integral+feijão do namorado+frango+batata+cebola

Ah, e nesse meio tempo, como não podia deixar de ser, o arroz queimou. Mas não se preocupem! Recorri à milenar técnica ensinada pela Ana Maria Braga e taquei um pedaço de pão na panela pra absorver o sabor de queimado do arroz. Infalível!

Muito orgulho culinário numa pessoa só!